27 de mar de 2010

Condolências à Família Francisco Filipak

Faleceu em 26 de março de 2010, Francisco Filipak, 85 anos, professor, filho de Antônio Filipak e Maria Filipak. Membro da Academia Paranaense de Letras. Membnro Benemérito da APAL. Deixa viúva Maria da Luz Clotilde Cunha Filipak.

Enviamos nossas condolências à Família de Francisco Filipak. Lembro que a "morte não existe" o que se vai é o físico, fica o feito do homem, suas histórias, sua experiência de vida, seus exemplos, sua determinação. Sua alma está viva na herança cultural que nos legou. E temos que agradecê-lo por isso e pelo convívio.
A APAL de Palmas envia à Família os sentimentos de todos nós, pela perda do amigo e incentivador da criação de nossa Academia. Um baluarte que continuará lembrado para sempre.

25 de mar de 2010

RESUMO DA HISTÓRIA DAS FACULDADES DE PALMAS-UNICS (ATÉ MARÇO 2010)

Pesquisadora: Lucy Bortolini Nazaro
Dom Carlos Eduardo de Sabóia Bandeira de Mello criou o CPEA – Centro Pastoral, Educacional e Assistencial Dom Carlos, em 01.07.67. E, com o Decreto Federal nº 63.583, instalou-se a FAFI (criou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Palmas-FAFI, seu grande anseio, a qual foi instalada dias após a sua morte). A FAFI de Palmas sempre foi mantida pelo CPEA.
A abertura das aulas foi em 10 de março de 1969, com a presença de Clóvis Salgado, Dom Luciano José Cabral Duarte, Felipe Tiago Gomes, Cândido Manuel Martins de Oliveira, Prof. João Calixto de Medeiros, Arnaldo Faivro Busato, Mons. Eduardo Rodrigues Machado, primeiro Diretor da FAFI e Inspetor Regional. Contou, portanto com a presença de dois membros do Conselho Federal de Educação, na época: Clóvis Salgado e Dom José Cabral Duarte, este último foi o relator do processo desta Faculdade.
O campo de abrangência da Faculdade foi de todo o Sudoeste do Paraná e oeste de Santa Catarina, em torno de 32 municípios, estendendo-se hoje para municípios, do Rio Grande do Sul e outras regiões do Paraná e Santa Catarina, ultrapassando longe o número de cem. Na época, Palmas era a única no Paraná, fora a Capital, que possuía o Curso de Filosofia.
A Biblioteca já contava com mais de dez mil volumes, sendo, na época, a mais completa do interior do Estado, conforme o ilustre Dom Luciano José Cabral Duarte.
As Faculdades de Palmas chegaram a oferecer em torno de dezenove cursos de Graduação e diversos Cursos de Pós-Graduação (Lato-Sensu) em diversas áreas, abrangendo os níveis de Especialização, não só em Palmas, mas em muitos municípios do sul do Brasil, sendo o Rio Grande do Sul a sua maior área de atuação, por muitos anos; e ofereceu, também, o nível Stricto-Sensu- Mestrado. Esses cursos foram destinados a desenvolver e aprofundar a formação adquirida na graduação e formar professores ou pesquisadores no grau de especialista ou mestre. Contou, ainda, com diversos cursos e atividades de extensão que atenderam diversas áreas objetivando a difusão do conhecimento.
Funcionou, a princípio no Colégio Puríssimo Coração de Maria, depois foi criada a sede no centro da cidade, onde temos atualmente o Prédio do CPEA e, mais tarde foi construído o Campus Universitário no Trevo da CODAPAR. Contou, portanto, com duas unidades, o Campus I, situado no centro da cidade, estruturado com laboratórios, salas de aulas, setores administrativos, biblioteca, setor de pós -graduação e setor de pesquisa e extensão. E o Campus II, próximo à Pr 280, estruturado com salas de aulas, laboratórios, extensão dos setores administrativos, biblioteca e complexo desportivo, laboratórios de línguas, física, química, anatomia, biologia, informática e processamento de dados, escritório modelo, complexo desportivo com salas de aulas, quadras poliesportivas, sala de ginástica, piscina semi-olímpica térmica coberta, campo de futebol, pista de atletismo, livraria universitária, sala de desenho, lanchonetes e salas espelhadas, entre outros.
Posteriormente, foi criada também a FACEPAL - Faculdades Reunidas de Administração, Ciências Contábeis e Econômicas de Palmas, em 1979, com os cursos de Educação Física, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Administração de Empresas, Administração Rural; Ciências, habilitação em Física, Matemática, Biologia, Química.
Sempre caminhando rumo à Universidade, as Faculdades de Palmas foram se modernizando, ampliando suas atividades, chegando a contar em torno de seis mil alunos nos seus cursos: Filosofia, História, Letras (Português-Inglês, Português-Francês, Português e Literaturas). Letras-Espanhol, Pedagogia (Supervisão Escolar, Administração Escolar, Orientação Educacional, Magistério do Segundo Grau); Secretariado Executivo-Bilingüe, Ciências Sociais e Política, Administração, Administração Rural, Análise de Sistemas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas; Ciências, Biologia, Matemática, Química, Física; Educação Física, Física. Além dos Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu e Lato-Sensu. As Faculdades de Palmas representam o sonho do passado que se tornou presente a rumo ao futuro como universidade que abrigará gente de uma vasta região deste país.
A FAFI contava com vestibular anual e a FACEPAL com vestibular semestral, tendo o CPEA- Centro Pastoral, Educacional e Assistencial Dom Carlos como sua entidade mantenedora. Atua nos campos pastoral, educacional e assistencial, e visa fornecer condições de promoção humana, cultural e cristã, através do desenvolvimento integrado de toda a região. Seu Diretor Presidente foi Dom Agostinho José Sartori, Bispo Diocesano de Palmas e Francisco Beltrão, até p ano de 2005, quando Dom José Antônio Peruzzo assumiu o Bispado, ficando D. Agostinho como Bispo Emérito.
Depois, no processo de unificação, caminho à Universidade, foi criada, em 2001, a FACIPAL- Faculdades Integradas Católicas de Palmas e, posteriormente transformada em UNICS- Centro Universitário Diocesano do Sudoeste do Paraná, credenciado pela Portaria Ministerial n°1274. Em 14 de julho de 2008 teve alteração de denominação, para Centro Universitário Católico do Sudoeste do Paraná através da Portaria n° 502 do Ministério da Educação.
Os últimos Diretores das Faculdades Reunidas foram Professora Zenith Santos Ribas, como diretora, e Hildefonso Padilha, como vice-diretor que, em 2004 assumiram como Reitores do UNICS. Os últimos Reitores foram Ivânia Marini Pitton e Vânia Maria Alves como Vice-Reitora.
No último ano do UNICS contávamos com menos de novecentos alunos, que chegou, no final do ano 2009 em torno de um mil e trezentos, graças ao processo de federalização.
No dia 17 de março de 2010, a partir das 16h se deu a instalação oficial do Instituto federal do Paraná em palmas, assumindo o Campus II do UNICS, considerado, conforme disse o reitor da federal, em seu discurso de posse, torna-se o maior completo universitário do IFPR do Brasil.
O UNICS em números, até 2009, pode ser colocado da seguinte forma:
• 02 campi; em torno de 2.000 alunos (considerando Pós-Graduação); 200 professores; 150 funcionários; 17 cursos de graduação; 28 cursos de pós-graduação (lato sensu); 14 Projetos de Pesquisa; Dezenas de Programas e Eventos de Extensão Universitária; 02 cursos Técnicos Profissionalizantes; 36 mil m de área construída; Biblioteca com mais de 100.000 volumes (a maior da região Sudoeste PR); 110 salas de aula; 18 laboratórios (Química, Física, Biologia, Informática, Línguas, Engenharia Civil, Pedagogia e etc); 02 escritórios modelo (Contábeis e Direito); 01 Empresa Júnior (Administração); 02 auditórios com 1200 lugares; 01 Centro de Documentação e Pesquisa; 02 Quadras Poliesportivas; 01 Piscina térmica coberta; 01 Campo de Futebol oficial; 01 Pista de Atletismo; 01 Estúdio de gravação para TV. (Informações site do UNICS dezembro de 2009: http://www.unics.edu.br).
Os Cursos ofertados pela FAFI-FACEPAL-FACIPAL-UNICS foram:

Grau Curso
Bacharelado ADMINISTRAÇÃO
Tecnológico AGRONEGÓCIO
Licenciatura ARTES VISUAIS
Licenciatura CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Bacharelado CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Bacharelado DIREITO
Licenciatura EDUCAÇAO FÍSICA
Bacharelado EDUCAÇAO FÍSICA
Bacharelado ENFERMAGEM
Bacharelado ENGENHARIA AGRONÔMICA
Bacharelado ENGENHARIA CIVIL
Bacharelado FARMÁCIA
Licenciatura FÍSICA
Licenciatura HISTÓRIA
Licenciatura LETRAS
Licenciatura LETRAS - ESPANHOL
Licenciatura LETRAS - INGLÊS
Licenciatura LETRAS - PORTUGUÊS
Licenciatura MATEMÁTICA
Licenciatura PEDAGOGIA
Licenciatura QUÍMICA
Bacharelado SECRETARIADO EXECUTIVO BILÍNGUE
Bacharelado SISTEMA DE INFORMAÇÃO
Tecnológico TECNOLOGIA AGROFLORESTAL

Contando com os seguintes indicadores na última avaliação:
CI - Conceito Institucional: 4 (quatro)-(2007)
IGC - Índice Geral de Cursos Faixa: 3 (três) (2008). Segundo dados do E-MEC.
Seu Credenciamento se deu em 11/11/1968 e o último Recredenciamento se deu em 17/05/2004. Foram 41 anos de atuação.

Maiores informações buscar junto à Home page: http://www.unics.edu.br

21 de mar de 2010

Minhas primeiras Poesias de 2010. Uma reflexão

MEU LAMENTO
(21/03/10)
lamento minhas horas sem poesia
uma vida vadia, sem sentimentos autênticos
sem repentes de emoção
que fazem a vida e que a ela nos dão

lamento meus lamentos fúteis, vazios
feitos nas sombras dos dias do encalorado sol
ou sob um manto nas noites frias
ou, ainda, guardados da chuva num guarda-sol

lamento os lamentos de mim mesma
que não consegue ver o horizonte
no final dos verdes campos onde descanso minh´alma
no aconchego da água que escorre mansa e calma

lamento não fazer mais os versos que me punham em pé
que me davam febre, medos, coragem ou até mesmo fé
mas ainda tenho como lamentar e isso é um novo começo
quem sabe me deixei levar num pequeno tropeço!



ESQUECI DAS PALAVRAS...

não sei se fugi das palavras
ou as espantei
sei que agora nada sei
esqueci de escrever
esqueci de sentir
esqueci de viver

estou me esforçando para
voltar a palpitar


O ESPELHO

engraçado isso de ter um espelho
que apenas reflete a mim
uma tela que teleporta apenas meus eus
um computador que apenas me vê
uma internet que apenas me capta
uma Sky
que me distrai

enquanto o mundo lá fora está pleno de ação
gente que morre e mata
maremoto, furacão
terremoto, fome, dor, ambição...

enquanto as notícias escorrem vermelhas
e pessoas correm afugentadas pelo medo
em busca de comida, de água
de roupas, de cama,
de um chão seguro
vejo apenas eu e meu ego...

2012????

2012 está chegando, eu nem aí
sorrio para ele
pleno de promessas
parecem mais de melhoras
o pior já se foi, está indo, ainda...
mas o fim? aquele que eu sabia?
não vejo, não vi

meu espelho me cegou,
amalgamou o que eu pensei que era verdade...

18 de mar de 2010

IFPR É INSTALADO EM PALMAS COM A PRESENÇA DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO FERNANDO HADDAD.

No dia 17 de março, do corrente ano, as 16h30 teve início a solenidade de Instalação Oficial do Instituto Federal do Paraná em Palmas. Contamos com a presença do Ministro de Educação, Fernando Haddad; do Governador do Estado, Roberto Requião; do Senador Flávio Arns; Deputados; do Prefeito de Palmas, Dr. Hilário Andrascho e Prefeitos da região; Vereadores; Chefe do Núcleo de Educação (egressa do Curso de Letras da FAFI); do Bispo Emérito, Dom Agostinho e do Bispo Diocesano D. José; do Reitor do IFPR; da Reitora do UNICS, Dra. Ivânia M. Pitton; da nova Diretora do Campus de Palmas, Dra. Zita Machado; da Vice Presidente do CPEA, Prof. Renata V. Fonseca; da Vice Reitora, Dra. Vânia M. Alves; de alguns dos Diretores e professores de Escolas, entre outras autoridades e representantes de Entidades e Associações de Palmas.
Tenho a dizer que senti falta de uma presença maior da população palmense e, em especial, de Professores e alunos do UNICS. Um evento de tamanha envergadura, considerando o que representa para todos de nosso município e para os alunos, atuais e futuros do IFPR. Considerando a presença de um Ministro da Educação em nossa cidade, pensei que teríamos a presença maciça de nosso povo, prestigiando a grandeza do momento que Palmas vivenciou. Contudo, procuro compreender. Cada qual tem seu motivo, seja ele o horário, a data, o trabalho, compromissos.... Procuro compreender. Jesus disse um dia “Atire a primeira pedra quem não tiver pecado”, não sou eu quem atirará. Mas peço permissão, sem ofender ninguém, para dizer que persisto em pensar “se tivéssemos um show com um cantor sertanejo??? Gratuito, de preferência! Com certeza muito mais de nosso povo estaria lá. O que me leva a pensar sobre o que fazemos, o que fizemos com as gerações que viemos educando nas últimas décadas? Em que fizemos o diferença? Graças a Deus não tinha show e quem foi, foi porque sabia da importância de estar lá, naquele momento, assim como estiveram os nossos pais, os nossos avós naquele longínquo ano em que Dom Carlos Instalou solenemente a FAFI!
Vida longa e próspera ao IFPR! Que nossos filhos e netos possam usufruir da luta dos bons de nosso tempo. Que Palmas encontre o caminho da prosperidade e que o futuro tão sonhado um dia, realmente, se faça presença, em breve, entre nós, palmenses nascidos ou de coração!
Palmas para Palmas! Nossos agradecimentos eternos ao Governador Requião e ao Ministro Fernando Haddad!

Esta é a fala uma ex-aluna da FAFI e ex-professora do UNICS, que sabe o que representou essa IES em sua vida!

2 de mar de 2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

QUE TAL UMA REFLEXÃO AO INVÉS DE APENAS PARABENIZAÇÕES??!!

Em 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, as Nações Unidas começaram também a celebrar o 8 de março como Dia Internacional da Mulher. Dois anos depois, em dezembro de 1977, a Assembléia Geral aprovou uma resolução proclamando um Dia das Nações Unidas para os Direitos da Mulher e da paz internacional, a ser observado em qualquer dia do ano pelos Estados-Membros, em conformidade com as suas tradições históricas e nacionais. Para as Nações Unidas o Dia Internacional da Mulher escolhido foi em 8 de março, desde 1975. O dia é tradicionalmente marcado com uma mensagem do Secretário-Geral. Para 2010, o atual Secretário Geral da ONU, Ban Ki-Moon afirma que o tema a ser observado é Igualdade de direitos, igualdade de oportunidades: o progresso para todos". Segundo ele, “a igualdade para as mulheres e meninas também é um imperativo econômico e social. Até que as mulheres e meninas sejam libertadas da pobreza e da injustiça, todas as nossas metas - a paz, a segurança, o desenvolvimento sustentável - estão em perigo. Quinze anos atrás, na Quarta Conferência Mundial sobre a Mulher, os governos se comprometeram a promover a igualdade, desenvolvimento e paz para todas as mulheres em toda parte. O marco da Declaração de Pequim teve um impacto profundo e abrangente. Há, neste ano, uma mensagem clara para as mulheres e meninas em todo o mundo que a igualdade e oportunidade são os seus direitos inalienáveis. Uma lição fundamental da última década e meia é a importância de abordar mais a discriminação e a injustiça. Estereótipos de gênero e a discriminação continuam comuns em todas as culturas e comunidades. Se olharmos através das lentes da pobreza, ou em situações de desastre, vemos que as mulheres ainda carregam o maior fardo. As Nações Unidas enfatizam que as mulheres são fundamentais para a paz e segurança. No Dia Internacional da Mulher, vamos olhar criticamente para as realizações dos últimos 15 anos para que possamos construir o que tem funcionado e corrigir o que não tem. Vamos trabalhar com determinação renovada, para um futuro de igualdade de direitos, igualdade de oportunidades e de progresso para todos.
A história do Dia Internacional da Mulher teve origem em 1908, em Nova York, quando mulheres exigem melhores condições de trabalho na empresa em que atuam. Assim, no Dia Internacional da Mulher devem ser lembradas as batalhas de uma longa luta para construir uma sociedade que seja justa para todos os seus membros, em uma sociedade na qual deve-se respeitar a diversidade e imperar a tolerância, a segurança, a justiça e igualdade social entre homens e mulheres.
Na Itália os homens oferecem rosas amarelas para as mulheres. Na Rússia, rosas amarelas e chocolate. Na Ásia se tem o costume de oferecer flores. Alguns empregadores as presenteiam também e crianças em idade escolar são trazidas frequentemente para apresentações aos seus professores. Em Portugal e Romênia, grupos de mulheres comemoram "só para mulheres", jantares e festas na noite de 8 de março. Na Índia, o Dia Internacional da Mulher tem muitos significados. O Congresso de 2005, do Trades Union Congress aprovou uma resolução nomeando um feriado no Reino Unido para o Dia da Mulher.
(Informações disponíveis em: < http://www.un.org/womenwatch/feature/iwd/> Acesso em 01/03/10).
Talvez este dia seja um bom dia para refletirmos e repensarmos nosso papel, como mulher, para ajudar a construir um mundo onde haja mais paz, amor, justiça e segurança. Ainda somos as que permanecem mais tempo em contato com os filhos, nos unamos aos pais e vamos dar às nossas crianças, sejam elas meninos ou meninas, o amor, a segurança e a orientação que cabe à família dar.
Talvez estejamos vivendo o momento certo para mostrar às nossas crianças que o mais importante não é a beleza exterior, mas a beleza interior que temos obrigação de desenvolver. E, importante lembrar que não são apenas as carreiras de modelo, de atriz, de cantores, músicos, pintores, apresentadores, de artistas em geral que podem nos dar satisfação pessoal, mas também aquelas que desempenhamos com amor, porque fazem parte de nossas habilidades cotidianas, de nossos dons, de nossa capacidade de desenvolver porque simplesmente gostamos. Então, comecemos não sendo mães que querem ser mães de famosos, mas mães de seres felizes e completos porque fazem o que gostam e porque gostam poderão ser famosos também!
Que este dia Internacional da mulher seja um dia mais para reflexão do que para festas, jantares e comemorações que terminam quando chega o dia 09! Assim sendo, Feliz Dia Internacional da Mulher!!!!

Meu Livro: Quem tem Medo de Gatos? E outras estórias (Ed. Vozes)

Meu Livro: Quem tem Medo de Gatos? E outras estórias (Ed. Vozes)

Sonhos são como nuvens valsando flocos de algodão

Minha foto
Palmas, Paraná, Brazil
Quando o coração começa a viajar cedo na vida, vai se espalhando e esparramando um pedaço da gente em cada canto por onde passamos. Acho que comigo foi algo assim. Minha família sempre ficou com a maior parte, talvez, também, a melhor, mas alguns pedacinhos indiscretos foram se perdendo pelos caminhos. Quando comecei a querer recrutá-los de volta, mandei muita correspondência, escolhi a forma poemas, a forma frases, pensamentos, mas nenhuma resposta imediata. Depois, enviei contos, romance... e usei a internet com suas múltiplas doses de endereços. Comecei a perceber que o que deixei para trás não há como recuperar, mas há sim um jeito de reconstruir esse coração, com novos arranjos, novos pedaços, colhidos aqui e acolá, alguns até parecidos com o meu, e penso que posso torná-lo inteiro novamente. Continuo usando as mesmas formas, porém, com novas fórmulas e novos endereços. Estou gostando das respostas que recebo. Meu coração ainda viaja, mas agora tenho roteiro e carteira de motorista! Prof´Eta (Professora e Poeta).

PÉROLA DO UNIVERSO

Uma curva desvia o que era destino,
Uma força, um vento, um siroco menino
Um grão perdido no sideral espaço
Cria a pérola solitária do universo.

Um róseo coração saltita pelos ares
Navega em barco a vela pelos mares
Voa inquieto, solitário burbulhando amor
Enfeitando jardins verdes de colorida flor.

Há um sonho que insiste se mostrar amarelo,
O quero azul, verde ou vermelho, mas sincero
Exibindo a nave do cósmico voante que o leva
E me busca e em dreams suaves nos enleva.

Mais um risco de um vento no universo... e um grão se fará pérola...

Postagens populares

APAL- Academia Palmense de Letras

APAL- Academia Palmense de Letras
Academia Palmense de Letras